Ouvir

ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista

Laura Figueiredo fala sobre a morte do irmão

Escrito por em Janeiro 16, 2024

 

O irmão da apresentadora faleceu pouco antes de Sara Carreira.

 

 

Laura Figueiredo esteve no podcast “N’A Caravana”, por Rita Ferro Alvim. Nesta edição, lançada na segunda-feira, 15 de janeiro, Laura relembrou diversos momentos de sua vida, incluindo a infância, o início de sua carreira, o relacionamento com Mickael Carreira e suas experiências com a maternidade.

No final da conversa, a entrevistadora abordou um tema delicado e impactante na vida de Laura e da família Carreira: o falecimento de Sara Carreira.

Na época desse trágico evento, Laura ainda estava de luto pelo seu irmão Mário, que faleceu dois anos antes em circunstâncias semelhantes, também num acidente de carro. “Foi extremamente difícil”, admitiu Laura a Rita Ferro Alvim. A entrevistadora, interessada em entender mais sobre o processo de recuperação emocional do casal, perguntou como eles se ajudaram mutuamente a superar essas perdas.

O meu irmão é a minha segunda perda. Tinha perdido o meu pai e depois perdi o meu irmão. São dores diferentes, mas são perdas. E de alguma forma eu já sabia onde é que aquilo estava e a Bia era muito pequena e precisava muito de mim, o que foi a minha sorte“, começou por explicar Laura Figueiredo.

A esposa de Mickael Carreira partilhou que, no momento do falecimento do seu irmão, ela não conseguiu viajar para o Brasil, onde ele residia, devido a “várias questões”. Durante esse período difícil, parece que ela sentiu a falta do apoio de seu marido. “O Mickael nunca tinha perdido alguém, então ele não estava presente na minha perda”, revelou.

 

Sobre o falecimento de Sara Carreira.

Quanto ao trágico falecimento de Sara Carreira, a filha mais nova de Tony Carreira, a empresária enfatizou que, apesar de ter sido profundamente afetada pela perda de Sara, isso não se compara ao sofrimento vivenciado pelos pais da jovem. “Acho que quando vês um pai e uma mãe passando por isso, o que tu sentes ou sentiste parece insignificante”.

É o mais errado! O mais injusto que pode acontecer é um pai ou uma mãe perderem um filho, na minha opinião, na minha conceção de dor. É uma dor que eu não consigo imaginar. Eu só de imaginar esse lugar fico em pânico“, afirmou, apoiando o marido. Contudo, “há um caminho que é muito dele“.

Ele foi descobrir pela primeira vez uma perda, de uma violência brutal, debaixo do olhar público, as pessoas foram maravilhosas, mas ao mesmo tempo sempre que nós saíamos à rua era um “sinto muito”, era tudo aquilo que as pessoas sentiam necessidade de dizer ou diziam com todo o amor, mas era violento. Foi de uma violência brutal…

É comum que momentos de dor e sofrimento intenso contribuam para fortalecer laços entre pessoas. Segundo Laura Figueiredo confirmou a Rita Ferro Alvim, isso ocorreu entre ela e seu marido, Mickael Carreira.

Acho que fez com que ele percebesse tudo o que eu já tinha passado que ele não entendia até à data. Por isso, eu te digo, quando eu perdi o meu irmão eu não tive tanto o apoio do Mickael porque ele não entendia aquele lugar. Ele ainda não tinha passado por isso. Hoje em dia ele é muito diferente. E, lá está, uma pessoa melhor provavelmente“, abordou a atriz.

Ao concluir a entrevista, Laura Figueiredo enfatizou o quão especial era Sara, mencionando que apenas alguém como ela “poderia, mesmo de uma maneira tão trágica, deixar tanta luz para trás quando é lembrada”, expressou.

 

 

Visited 194 times, 8 visit(s) today

ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista