Ouvir

ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista

Utentes em fila de espera para internamento no hospital de São José

Escrito por em Dezembro 5, 2023

 

A grande afluência hospitalar está a causar cada vez mais danos nos serviços de saúde.

 

 

Na noite de segunda feira, dia 4 de dezembro, cerca de 70 utentes encontravam-se em espera para serem internados no hospital de São José. Esta situação deve-se à sobretudo à forte afluência causada pelo fim de semana.

Pelo menos 30 dos 70 pacientes que passaram a noite nos corredores das urgências do Hospital de São José, em Lisboa, aguardando por uma vaga de internamento, já foram alocados a serviços. Os restantes 40 pacientes ainda estão à espera. Segundo o Sindicato Independente dos Médicos, a situação é semelhante em outras unidades.

Durante a noite, a entrada do Hospital de São José evidenciou dificuldades internas. As ambulâncias aguardavam para internar os pacientes. A pressão tem aumentado nos hospitais de referência na zona de Lisboa devido às restrições em várias urgências, resultantes do protesto dos médicos contra a realização de mais de 150 horas extraordinárias por ano.

Portanto, o hospital conseguiu organizar alguns serviços, reduzindo o número de pacientes à espera de internamento: 30 dos 70 pacientes já se encontram distribuídos pelos serviços, enquanto os restantes 40 pacientes permanecem no serviço de observação das urgências.

 

No entanto, a situação no Hospital de São José nesta terça-feira encontra-se mais controlada quando comparada ao fim de semana.

O domingo foi particularmente desafiador para esta instituição, com pacientes a aguardar mais de 24 horas para atendimento.

Os fins de semana, especialmente o último (prolongado), tornam-se desafiadores para os hospitais na região da Grande Lisboa, que, devido ao encerramento de várias urgências, recebem um maior número de pacientes. A situação deve começar a normalizar nos próximos dias.

Contudo, uma das principais razões para a falta de camas disponíveis é o elevado número de pacientes que, mesmo após receberem alta, permanecem internados devido à falta de apoio social ou à falta de vagas em unidades de cuidados continuados. O Hospital de São José está a procurar acelerar esses processos.

Assim, as urgências dos hospitais Beatriz Ângelo e Fernando da Fonseca também enfrentaram superlotação na noite desta segunda-feira.

A Ordem dos Médicos compara o impacto a uma situação semelhante ao da pandemia.

 

Visited 31 times, 4 visit(s) today

ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista