ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista

Ordasqueira: Os sorrisos misturam-se com a saudade do “antigamente”

Escrito por em Outubro 5, 2023

 

Honrar as “nossas” raízes e manter vivas as histórias de uma aldeia.

Localizada em Torres Vedras, a Ordasqueira é uma aldeia onde os sorrisos se misturam com a saudade do “antigamente”. O número de habitantes é incerto. Talvez 200, talvez 300… é o que dizem os que por lá vivem.

“Escondida” entre colinas verdes, a Ordasqueira chegou a ser um lugar que “transpirava” vida. Os laços entre a comunidade eram fortes, e a amizade reinava. Com o passar do tempo…foram-se perdendo estes pilares.

Nos dias de hoje, os habitantes mais antigos recordam com nostalgia a terra que os viu nascer e crescer. Aqui, as lembranças do passado ligam-se com a paisagem da aldeia.

Não sabemos se é o “País das Maravilhas”, mas é certamente uma aldeia maravilhosa. Descobrimos duas “Alices” que nos contaram histórias de uma infância feliz.

“Quando tinha 10 anos ia para o rio lavar a roupa dos meus irmãos. Eu gostava tanto de lavar roupa que quando vinha a caminho de casa deixava a roupa cair no chão, isto para ela se sujar e eu voltar atrás” revelou Alice Barbosa.

“Depois quando acabava de lavar a roupa, colocava-me dentro do rio em cuecas a tomar banho “, acrescentou entre risos.

Já Alice Garcia recordou um dos seus grandes gostos: “Adorava dançar o fandango quando era novita”. Foi possível comprovar que os movimentos ainda estão lá. Questionada sobre com quem gostava de dançar, Alice rapidamente respondeu: “Dançava sozinha! Então, era para a malta ver…tinha para aí os meus 5 anos”.

 

Silêncio!

A felicidade de partilhar histórias é visível nos rostos de alguns. Outros, parece que tinham tanto para contar, mas o “silêncio” apoderou-se. Silêncio este que se sente nas ruas.

A aldeia transformou-se num testemunho silencioso da passagem do tempo. “Não se vê ninguém. Não há cafés, não há minimercado, não há nada”, disse a Lila Veloso.

Segundo Joaquina Miranda, as aldeias estão a tornar-se como as grandes cidades. “Antigamente as pessoas andavam nas ruas, a vida era feita na rua. Agora não, concentra-se tudo em casa e as pessoas já não se conhecem”, afirmou.

Apesar da Ordasqueira se ter tornado uma aldeia mais “vazia”, os que nela ficaram não a trocariam. As histórias e memórias que lá permanecem são o coração daquela aldeia.

Uma semana que a ONFM dedicou a esta aldeia. Uma forma de dar a conhecer mais sobre a Ordasqueira mas acima de tudo, honrar as “nossas” raízes e manter vivas as histórias de uma terra.

 

 


ON FM

Liga-te

Faixa Atual

Título

Artista